ESPIRITISMO E ARTE

“O Espiritismo irá depurar a arte que conhecemos e esta arte, depurada, será aquela inspirada nos ensinamentos da Doutrina Espírita”. (Espírito Rossini em Obras Póstumas)

3ª Mostra de Teatro Espírita da Cia Hariboll

Um banquete artístico e espiritual

Por Márcia Albuqueruque

A 3ª Mostra de Teatro Espírita da Cia Hariboll ocorreu de 5 a 7 de julho de 2013 no Teatro da AMRIGS em Porto Alegre.

Foi um final de semana inenarrável, de intensas emoções, que juntou vídeo, música e teatro com temáticas espíritas. Resumindo posso dizer que os atores e músicos, profissionais e amadores, que protagonizaram esse evento, nos proporcionaram um banquete espiritual, uma “overdose artística” de belo produzindo o bem. Momentos de risos e lágrimas, emoções que se intercalavam, e a certeza de estamos no rumo certo. Esse é o papel da arte espírita, despertar dentro de nós o belo, o bem, o amor, a caridade, a presença do Cristo, nos fortalecer a animar para as lutas diárias, nos fazer lembrar de nossos compromissos e responsabilidades como Espíritos imortais.

A presença dos jovens em todos os momentos, no palco e na plateia foi gratificante e nos faz ver a importância da utilização da arte na Evangelização Espírita Infanto Juvenil como ferramenta para formar homens melhores que ajudarão na construção de um mundo melhor. Tanto nos jovens que assistiram quanto nos jovens que atuaram, foi possível observar em suas expressões os sentimentos vivenciados a cada apresentação, nas lágrimas em seus olhos, no brilho do olhar atento, no sorriso e na gargalhada. E as crianças também atuaram em algumas peças!

Como tudo começou

A beleza dessa mostra foi tanta que procurei Luiz Carlos Pretto, ator, produtor e diretor da Cia Hariboll para saber mais a respeito de como surgiu essa ideia de juntar o trabalho da Cia Hariboll com o de outros grupos de arte espírita e a mostra dos jovens. Pretto me explicou:

“Com as frequentes viagens em 2012, a Cia Hariboll acabou conhecendo muitas pessoas que fazem ótimos trabalhos com a arte espírita em vídeos, música e teatro. Nos identificamos muito, pois fomos exatamente assim durante sete anos, apresentávamos somente em eventos do movimento espírita. Até que chegou o momento em que achamos importante ir para os teatros em espetáculos abertos ao público em geral, ocupar um espaço vago na programação cultural gaúcha, visto que as peças espíritas até 2000 eram apenas as que vinham do eixo Rio-São Paulo, faziam duas ou três apresentações e iam embora. Em pouco tempo conseguimos nosso espaço e construímos um nome e um público fiel de amigos e colaboradores. Ao tomar conhecimento do excelente trabalho do Grupo Evangelizar é amar, eu convidei pessoalmente os meninos no final do show que eles realizaram no teatro Bruno Kiefer, achamos que a arte deles deve estar ao alcance de todos, “a luz sob o alqueire”. Firmada a parceria com Evangelizar, percebemos o forte movimento cultural promovido pelos jovens e resolvemos fazer também uma mostra paralela com os projetos exclusivamente deles. Convidamos os grupos sem fazer nenhuma seleção ou inscrição, não fizemos nenhuma “curadoria”, todos eles estavam aptos por estarem efetivamente atuantes em suas casas espíritas e nos seus GPJ’s. Ficamos sabendo no andamento do processo de divulgação, da existência de muito mais grupos de Sociedades Espíritas e ficamos felizes com tantos jovens e evangelizadores “antenados” promovendo a arte em suas casas espíritas.”

Pretto finaliza a entrevista dizendo que a 4ª Mostra de Teatro Espírita está agendada para 18, 19 e 20 de julho de 2014 no mesmo teatro da AMRIGS. Nela, irão estrear a peça JOANNA DE ANGELIS e já iniciaram os contatos para repetir a parceria com o Evangelizar é anar e outra mostra jovem.

Tudo que aconteceu por lá

 A abertura da Mostra na sexta feira à noite ficou por conta do grupo “Evangelizar é amar” que trouxe para o Teatro da AMRIGS uma vibração e uma energia maravilhosa. Os evangelizadores e evangelizandos foram presença marcante nessa noite e junto com o grupo cantou e se emocionou, inclusive cantando à capela a música que segundo Dani era dedicada a todos aqueles que se dedicam para a tarefa de evangelização de nossas crianças e jovens. A música é claro, não podia ser outra que não aquela que nos diz: Tarefa sublime do mais puro amor, EVANGELIZAR É AMAR!

DSC_0677

No sábado as apresentações da Mostra foram:

A menina que não sabia rezar (infantil)

Uma vovó no além (Comédia)

Caminhos que cruzei (13º ano em cartaz)

E destacamos a peça “Fugindo para viver”, uma peça para adolescentes e feitas por adolescentes, baseada no livro de Adeilson Salles de mesmo nome.

images

Domingo pela manhã “O JOVEM NA ARTE ESPÍRITA” nos trouxe curta metragem, apresentações musicais e esquetes teatrais onde a maioria do elenco e dos músicos era constituído por jovens. Foram apresentações de muita qualidade em que os evangelizadores e evangelizandos eram maioria na platéia. Foram esses os grupos que se apresentaram:

GPJ UDE Tristeza – Curta metragem: As sementes da verdade

Grupo Perseverança – Esquetes Teatrais: Episódio de Hydesville e Filhos da Luz

Grupo Sol – Música

Grupo AVE – Esquete Teatral: Cataventos

Grupo Filhos da Luz – Esquete Teatral: Do Espírito (Santo Antônio da Patrulha)

Grupo Ponto de Luz – Grupo Musical do Centro Espírita Dias da Cruz

Grupo LUMI – Teatro: Reflexos de uma vida

 DSC_0125

Domingo pela tarde a mostra prosseguiu com a peça Entrevista com Espíritos e o encerramento à noite ficou por conta da peça “Paulo e Estevão”, baseada na obra de mesmo nome de Emmanuel, psicografia de Chico Xavier que fechou a 3ª Mostra de Teatro Espírita de forma inesquecível e emocionante pela beleza e profundidade da mensagem transmitida.

1044494_546863278708540_1598025401_n

Anúncios

Os comentários estão desativados.